Universo feminino é o tema das poesias do primeiro livro da professora Maristela Negri

Por Marcelo Alessandro 31/07/2020 - 09:17 hs
Foto: Engenho da Notícia
Universo feminino é o tema das poesias do primeiro livro da professora Maristela Negri
Maristela Negri lança seu 1o. Livro

Universo feminino é o tema das poesias do primeiro livro da professora Maristela Negri

Em uma viagem à Chapada dos Veadeiros, Maristela Negri, professora, palestrante e uma das sócias do Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba (Clap), descobriu naturalmente sua afinidade com as poesias. Foi verdadeiramente natural e pulsante, em uma jornada de autoconhecimento, como ela intitula, quando as poesias fluíram e se transformaram em seu primeiro livro “A rosa selvagem não é uma miragem”, que será lançado pela Editora Labrador, no mês de agosto.

A publicação de 144 páginas mostra que em qualquer situação existem possibilidades de experiências além da jornada. Família. Feminino. Pertencimento. Partidas. Recomeços. Essas e outras reflexões se materializaram e são apresentadas no livro de estreia da autora em forma de poesia.

Por conta da pandemia, a programação de lançamento será no ambiente digital, por meio de lives pelo Instagram/Facebook, que já estão acontecendo. A comercialização ocorrerá pela Amazon (para todo o Brasil) ou diretamente com a autora, via pedidos pelo Whatsapp (19-9.8231-0017), na cidade de Piracicaba.

Sobre o título do seu primeiro livro, Maristela explica que foi decorrente de um episódio durante a viagem à Chapada dos Veadeiros. “Em uma das trilhas, encontramos uma rosa e o guia disse que era uma flor selvagem, nascida entre a mata nativa. Comecei a observá-la e naquele instante, nasceu um poema em minha mente. Foi aí que percebi que algo novo estava “falando” em meu interior. Caminhei pelos meus labirintos internos, refletindo sobre o sentindo de minha existência, do propósito de minha vida.Com esse livro, acredito estar representando o desejo de todas as mulheres considerando que medo, frustração, angústia e ansiedade são sintomas cada vez mais frequentes na mulher na modernidade, sobrecarregada com o acúmulo de funções na família e na vida profissional. Essa questão, para a psicóloga junguiana Clarissa Pinkola Estés, não é recente. Ela veio junto com o desenvolvimento de uma cultura que transformou a mulher numa espécie de animal doméstico. E por que trago Clarissa aqui em minha reflexão?  Porque para mim, a rosa selvagem representa esse encontro com a mulher selvagem que há em mim e em todas as mulheres. Quando as mulheres reafirmam seu relacionamento com a natureza selvagem, elas recebem o dom de dispor de uma observadora interna permanente, uma sábia, uma visionária, um oráculo, uma inspiradora, uma intuitiva, uma criadora, uma inventora e uma ouvinte que guia, sugere e estimula uma vida vibrante nos mundos interior e exterior. A rosa selvagem representa o reencontro com a mulher selvagem que há em mim, com minha alma, com minha essência, com meus anseios, desejos e sonhos, reconhecendo que o sonho é uma pequena porta no profundo recôndito da alma. Vivê-lo é ser feliz. A rosa selvagem é o encontro com minha, com sua alma. A realização dos meus sonhos, dos seus sonhos. A minha felicidade, a sua felicidade. Não é uma miragem! Basta estarmos atentas, basta estarmos conscientes”.

Com muitas expectativas, Maristela conta que o lançamento do seu primeiro livro de poesias está sendo uma experiência única em todos os sentidos, especialmente diante da complexidade no momento atual. “Algo muito significativo aconteceu na jornada da Chapada dos Veadeiros e, depois, no processo de escrita e organização do livro. Não está tudo totalmente claro para mim porque até hoje me surpreendo com descobertas ao longo desse processo. A poesia surgiu naturalmente para que eu mesma pudesse adentrar a campos internos que ainda não compreendo.  Ela floresceu em mim, fluiu do subconsciente, e a cada dia floresce em meu consciente. Assim busco seguir o que minha alma pede: viver de verdade, viver plenamente, consciente das escolhas diárias, escrevendo e protagonizando a minha própria história. Entendi que os poemas estão surgindo para que eu possa me escutar, aplicá-los a mim mesma, com a missão de dar o que eu preciso dar para o mundo. Minha expectativa é prosseguir minha caminhada, oferecendo poesias transformadoras para inspirar mulheres a se conectarem com sua essência, despindo-se do medo, emocionando-se, transformando-se, afinando a escuta, dando voz a sua alma, ampliando a percepção para escolhas conscientes, tornando-se também autoras e protagonistas de suas próprias histórias, e com isso, multiplicam a transformação. Acredito que quando uma mulher faz uma mudança, ela tem o poder de mudar todo o seu entorno”.

Maristela comenta que pretende tocar os leitores neste momento mundial da pandemia. “É um período de muitas reflexões e a percepção do retorno ao lar, lar como nossa residência e lar como retorno ao lar da alma. Tempo para nutrir nossa alma, considerando que a fome da alma é maior que a fome de nosso corpo. A alma é sutil, artística, ela gosta do belo, da linguagem metafórica, por onde minha poesia exala por todos os poros. A alma pede voz, e para mim, essa voz, veio pela poesia. Meu livro é o resultado desse tempo, desse espaço, dessa ampliação sensorial que deu voz a minha alma. Pretendo tocar os leitores nutrindo a alma de cada um deles com a sutileza da poesia, para que eles próprios façam esse mergulho interior”.

PROGRAMAÇÃO DE LIVES -  MÊS DE LANÇAMENTO  “A ROSA SELVAGEM NÃO É UMA MIRAGEM”

* 30/07 – 19h30 – Laura Lobo – Todos os cantos-Unipaz/Quinta de Histórias Maristela Negri – A Rosa selvagem na Chapada (uma jornada de histórias, mulheres, poesia e a Rosa Selvagem) -  Facebook: todososcantos

* 04/08 - 19h – Stephanie Winkler/ Editora Labrador/Maristela Negri – A Rosa Selvagem não é uma miragem -  Instagram: @maristelanegrioficial

* 05/08 - 19h – Elis Busanelli/Maristela Negri – Autoconhecimento em poesias - Instagram: @elisbusanello

* 06/08 - 19h – Elaine Curiacos/Maristela Negri – A rosa (mulher)selvagem e os relacionamentos - Instagram: @elainecuriacos

* 07/08 - 19h – Giovanna Baccarin/Maristela Negri – A rosa selvagem e a coragem de se reinventar - Instagram: @giovannabaccarin

* 08/08 - 16h – Bianca Rosenthal/Maristela Negri – A mulher e a poesia - Instagram: @biancarosenthalescritora

* 09/08 - 18h – Cris Sanches/Maristela Negri – Possiblidades e descobertas que traz a maturidade - Instagram: @papocomcris

* 10/08 – 19h30 – Laura Lobo/Maristela Negri – A emergência da poesia na rosa selvagem - Instagram: @eductodososcantos

* 11/08 – 19h – José Renato Amorim/Maristela Negri – A rosa selvagem e o processo de escrita - Instagram: @jramorim.autor

*  13/08 – 19h – Silvia Helena/Maristela Negri   - A poesia entre gerações - Instagram: @99festassemvoce

* 19/08 – 19h - Adriana Reis/Maristela Negri – Jornadas de autoconhecimento (Chapada dos Veadeiros e Santiago de Compostela) - Instagram: @adrireis67

* 26/08 – 16h – Carmelina de Toledo Piza/Maristela Negri – Narrativas poéticas entre escrita e vozes - Instagram: @carmelinaescritora

* 28/08 – 19h30 – Artur Laizo/Maristela Negri (presidente da liga dos escritores, ilustradores e autores de Juiz de Fora – MG). Espaço de entrevistas da LEIAJF – Instagram: @ligadeescritoresjf

* 30/08 – 18h30 – Sabrina Scarpare/Maristela Negri – Como construir novas narrativas na comunicação - Instagram: @sabrinascarpare

FICHA TÉCNICA

Autor: Maristela Negri

Páginas: 144

Preço: R$ R$ 37,90

Editora Labrador

Ilustrações: Leandro Dorta Piccoli

Como comprar: Amazon (para todo o Brasil) ou diretamente com a autora – (19) 9.8231-0017 (para a cidade de Piracicaba)

SOBRE A AUTORA - Matistela Negri é mestre em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), especialista em Atividade Física e Qualidade de Vida pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e em Neurociências Aplicadas à Longevidade pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Palestrante, professora e empreendedora, é sócia-diretora do Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba (CLAP). Seu trabalho é voltado às mulheres, tendo como missão ampliar a percepção delas para escolhas conscientes. Tornam-se, assim, protagonistas e autoras de suas próprias histórias e, com isso, multiplicam a transformação, pois, quando uma mulher faz uma mudança, ela tem o poder de mudar todo o seu entorno.

SOBRE A LAVRADOR - Primeira editora premium de autopublicação, a Editora Labrador nasceu com a missão de atender aos muitos talentos que são desperdiçados pela falta de oportunidade nas editoras tradicionais. Mais informações em www.editoralabrador.com.br